Brazilian Journal of Otorhinolaryngology (English Edition) Brazilian Journal of Otorhinolaryngology (English Edition)
Braz J Otorhinolaryngol 2017;83:712-9 DOI: 10.1016/j.bjorl.2017.03.015
Review article
Facial thread lifting with suture suspension
Joana de Pinho Tavaresa, Carlos Augusto Costa Pires Oliveirab, Rodolfo Prado Torresb, Fayez Bahmadc,, ,
a Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde e Departamento de Otorrinolaringologia, Brasília, DF, Brazil
b Universidade de Brasília, Escola de Medicina, Brasília, DF, Brazil
c Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Brasília, DF, Brazil
Received 20 December 2016, Accepted 28 March 2017
Abstract
Introduction

The increased interest in minimally-invasive treatments, such as the thread lifting, with lower risk of complications, minimum length of time away from work and effectiveness in correcting ptosis and aging characteristics has led many specialists to adopt this technique, but many doubts about its safety and effectiveness still limit its overall use.

Objective

To analyze data published in the literature on the durability of results, their effectiveness, safety, and risk of serious adverse events associated with procedures using several types of threading sutures.

Methods

Literature review using the key words “thread lift”, “barbed suture”, “suture suspension” and “APTOS”. Due to the scarcity of literature, recent reports of facial lifting using threads were also selected, complemented with bibliographical references.

Result

The first outcomes of facial lifting with barbed sutures remain inconclusive. Adverse events may occur, although they are mostly minor, self-limiting, and short-lived. The data on the maximum effect of the correction, the durability of results, and the consequences of the long-term suture stay are yet to be clarified.

Conclusion

Interest in thread lifting is currently high, but this review suggests that it should not yet be adopted as an alternative to rhytidectomy.

Resumo
Introdução

O maior interesse por tratamentos minimamente invasivos, como os fios de sustentação, com menor risco de complicações, mínimo tempo de afastamento das atividades laborais e eficazes em corrigir a ptose e as rítides características do envelhecimento fez muitos especialistas adotarem esta técnica, porém muitas dúvidas sobre sua segurança e eficácia limitam sua adoção de forma geral.

Objetivo

Analisar dados publicados na literatura sobre longevidade dos resultados, sua eficácia, segurança e risco de eventos adversos graves associados aos procedimentos com vários tipos de sutura.

Método

Revisão de literatura utilizando palavras-chave “thread lift”, “barbed suture”, “suture suspension” e “APTOS”. Devido à escassez de literatura, foram também selecionados relatos recentes de rejuvenescimento facial com uso de fios, complementados com trabalhos das referências bibliográficos.

Resultado

Os primeiros resultados da suspensão facial com fios com garras permanecem inconclusivos. Os eventos adversos podem ocorrer, embora em sua maioria sejam pequenos, autolimitados e de curta duração. Os dados sobre o efeito máximo da correção, a longevidade dos resultados, e as consequências da permanência dos fios em longo prazo não são claros.

Conclusão

O interesse pelo lifting com fios está em alta no momento, mas esta revisão sugere que ele não deve ser apresentado como alternativa a uma ritidoplastia.

Keywords
Rhytidoplasty, Lifting, Sutures
Palavras-chave
Ritidoplastia, Rejuvenescimento, Suturas
Braz J Otorhinolaryngol 2017;83:712-9 DOI: 10.1016/j.bjorl.2017.03.015